EnglishPortugueseSpanish

Qualificação Continua

Boas Práticas

A falta de um treinamento contínuo de Boas Práticas e qualificação da mão de obra no setor farmacêutico e químico, contribui para ocorrência de acidentes, como por exemplo, a explosão na região portuária de Beirute, em agosto de 2020. Esta explosão deixou mais de 100 mortos, de acordo com o governo do Líbano. A causa da explosão de 2,7 mil toneladas de nitrato de amônio, substância utilizada como fertilizante, foi devido o armazenamento incorreto desse material.
Outro problema grave é o descarte de produtos químicos e farmacêuticos de forma incorreta. Em outubro de 2020,foram realizados testes nas praias de Guarujá, no estado de São Paulo, para revelar a primeira quantificação de medicamentos em águas marinhas da América Latina. A equipe identificou cinco tipos de anti-hipertensivos, três estimulantes, três analgésicos/anti-inflamatórios, um anticonvulsivante, um antidepressivo, um redutor do colesterol, um diurético e um antiagreganteplaquetário, além de cafeína, cocaína e benzoilecgonina (metabolito da cocaína). Todos esses produtos potencialmente perigosos para o ambiente foram detectados em uma cidade que tem 107 dos seus 143 km2 definidos como Área de Proteção Ambiental. O problema não se limita às praias. Dez anos de análises do estado de São Paulo realizadas pelo laboratório de química ambiental da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) identificaram 9 hormônios e 14 fármacos ou derivados de produtos de cuidados pessoais na água – todos com potenciais riscos para a vida aquática. Levonorgestrel e etinilestradiol foram encontrados em concentrações relativamente altas, assim como foram importantes as concentrações de testosterona. O triclosano, um agente bacteriostático, também foi detectado em águas subterrâneas em concentrações na faixa de risco para a vida aquática. Estes estudos são realizados em parceria do Brasil com o consórcio Global MonitoringofPharmaceuticals Project.
Um dos pontos importantes no treinamento de Boas Práticas é o conhecimento da legislação relacionada à segurança contra incêndio e pânico, distribuída da seguinte maneira: por meio de Decretos Estaduais, que dispõem sobre as exigências das medidas de segurança contra incêndio nas edificações e nas áreas de risco;
através de Instruções Técnicas (IT) dos Corpos de Bombeiros Estaduais, que prescrevem as regras para execução e implantação das medidas de segurança contra incêndio; pelas Normas Técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e Normas Complementares (federais, estaduais e municipais).
A LomaChemie focando no desenvolvimento e treinamento de Boas Práticas como meio de qualificação continuada para todos os trabalhadores, cujas funções afetem a qualidade do produto e a segurança do trabalhador no setor farmacêutico e químico, com o melhor nível de realismo, bem como potencializar a distribuição e divulgação da experiência fez um vídeo para explicar sua a importância de saber sobre o assunto.

Mais informações

Preencha o formulário abaixo para receber mais informações.

Compartilhe este curso
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp